Diário de Notícias Dinheiro Vivo Jornal de Notícias O Jogo TSF Sport TV Açoriano Oriental DN Madeira Jornal do Fundão Ocasião Tuti
DRA.ELSA FELICIANO | NUTRICIONISTA CONSULTORA DO PÃO SÃO

Qual é a importância do pão ao pequeno-almoço?
O pequeno-almoço é uma refeição muito importante porque repõe as necessidades energéticas e nutricionais do organismo, após um longo período sem ingestão de alimentos.
O pão é sem sombra de dúvida um dos alimentos de eleição de um pequeno-almoço saudável e equilibrado pois fornece a energia necessária para todas as actividades da manhã. Sobretudo quando é um pão de mistura, como é o caso do Pão São, elaborado com farinhas pouco refinadas, que pelo seu teor em fibra e em hidratos de carbono de absorção lenta, ajuda o organismo a manter-se saciado durante mais tempo.

O pão é todo igual? Tem relevância a escolha do pão que consumimos?
Não, o pão não é todo igual e há vários aspectos que devem ser considerados quando compramos pão. Precisamente porque o tipo de pão que consumimos pode influenciar a nossa saúde.

Para produzir pão utiliza-se água, farinha, sal, fermento, e por vezes também gordura, sementes e vários outros ingredientes. A escolha dos ingredientes utilizados para um determinado pão é determinante para a sua qualidade nutricional.

A escolha da farinha ou mistura de farinhas é um dos pontos fundamentais. Quanto menos refinadas forem as farinhas escolhidas ou se misturamos farinhas de diferentes cereais, obtemos pães bastante ricos nutricionalmente, mais pesados, com uma digestão mais lenta e muito mais saciantes. O pão obtido de farinhas muito refinadas é um pão leve e fofo, mas muito pobre nutricionalmente.

O sal é outro dos ingredientes cuja quantidade adicionada não é indiferente. Em Portugal, em Agosto de 2011 entrou em vigor uma Lei que determina que o Pão produzido não pode conter valores superiores a 1,4g de sal por cada 100g.

Mesmo assim este valor continua a ser excessivo e felizmente no nosso país existem pães com teores de sal bastante mais reduzidos, e cujo consumo deve ser incentivado. Todos o deveriam fazer e não só quem se preocupa com a sua saúde, pois é conhecida a associação, em indivíduos sensíveis, do consumo excessivo de sal com a hipertensão arterial.

Também há outros ingredientes que podem fazer a diferença, nomeadamente a quantidade e o tipo de gordura adicionada. Nem toda a gordura é igual, hoje sabemos que o organismo humano necessita de gordura de qualidade para funções vitais. Não é portanto indiferente a escolha do pão que consumimos diariamente. A minha recomendação é que devemos sempre olhar para o rótulo e ver a lista de ingredientes antes de comprar pão.

O Pão São, por exemplo, reúne todos os critérios acima referidos, pelo que o considero uma escolha acertada.

Concorda com o mito: “O pão engorda”?
Não concordo com o mito. Como todos os alimentos que fornecem energia, devemos adequar a sua ingestão às necessidades energéticas e alimentares de cada individuo. Obviamente que tal como acontece com a maioria dos alimentos, se o pão for consumido em excesso pode engordar mas a maior parte das vezes o problema está no tipo e quantidade de alimentos com os quais acompanhamos o pão quando o consumimos.

Em que momentos do dia devemos comer pão? Que benefícios?
Podemos consumir pão em todas as refeições do dia, a questão fundamental é percebermos qual vai ser a composição da refeição. Por exemplo se no almoço e no jantar se verificar o consumo de cereais ou leguminosas, fornecedores de hidratos de carbono de absorção lenta, não há necessidade de consumir pão em simultâneo, mas se a refeição for uma sopa ou uma salada, uma sandes, elaborada com um bom pão, pode ser o complemento perfeito. Preferencialmente devemos ingerir pão nas refeições intercalares; pequeno-almoço e lanches, sobretudo quando há necessidade de ficar sem fome.

É correto dizer-se que historicamente o pão teve um papel muito importante no aspeto alimentar e nutricional dos povos? Porquê?
Sim podemos dizê-lo. Se há alimentos com história o pão é um deles pois a sua origem e evolução acompanham a História da Humanidade. Nas grandes civilizações antigas, como a Egípcia, a Grega e a Romana, o pão não foi só considerado como um alimento de base, mas também como o centro do seu desenvolvimento.

O pão é há muitos milénios alimento essencial na alimentação dos povos e alturas houve, como a idade média, em que pouco mais havia para consumir do que pão. A sua falta aliás, mobilizou revoluções. Não podemos também deixar de realçar a importância do pão a outros níveis, nomeadamente, religioso, económico e politico ao longo da história da humanidade.
PUB